Avançar para o conteúdo
perigos da whey

Os vendedores nem sempre podem falar honestamente sobre o seu produto. Se você empurrar o véu um pouco, pode faltar alguma informação sobre a questão da proteína em pó.

A Whey protein pode ser perigosa para o corpo. Doenças cardíacas, insuficiência renal, lesões hepáticas, diarreia, obstipação, aumento de peso e mau hálito são possíveis efeitos secundários do consumo de Whey protein.

Disponível em muitas formas, a proteína em pó pode ser perigosa se não se estiver bem informado sobre as suas características e utilização.

Os diferentes tipos de proteínas em pó

No mercado, você pode encontrar vários tipos de Whey protein.

Como o nome sugere, a proteína em pó é um produto em pó que é vendido em lojas especializadas e supermercados. Vamos dar uma olhada nos diferentes tipos de Whey protein que são mais vendidos.

Proteína vegetal

É feito a partir de produtos vegetais.O produto é feito a partir de produtos de origem vegetal. tais como arroz, ervilhas, cânhamo, etc. Para os vegetarianos, esta é a melhor forma de proteína em pó a ser consumida, a fim de garantir a sua ingestão de proteína.

proteína de soro de leite

Também conhecida como Whey, esta proteína é fabricada do leite. É a proteína em pó mais consumida. É mais rápido para o corpo assimilar. É uma referência em pó de proteínas. É a proteína em pó mais consumida, em comparação com outros pós.

É 70% a 80% de proteína. O seu teor de carboidratos e gordura é um pouco elevado. Por esta razão, alguns atletas estão mais interessados na versão melhorada com 90% de proteína: isolado de proteína. Deve-se notar que o soro de leite não é recomendado para pessoas com intolerância à lactose.

Proteína de carne bovina

Esta proteína é feita de colágeno bovino. É também um concorrente do Whey no mercado com 50% a 90% de proteína. No entanto, o seu conteúdo em aminoácidos é bastante arriscado para o organismo.

Proteína de cricket

A proteína de cricket é uma alternativa às proteínas animais tradicionais. Com mais de 70% de proteína, esta inseto permite reduzir o impacto ecológico da produção deste tipo de produto. Esta proteína é apreciada por muitos consumidores.

Proteína de caseína

Este produto também é feito de leite e também contém açúcar. Em contraste com o soro de leite, esta proteína é assimilação lenta. É um pó que é difícil de assimilar para o corpo, mas que ainda é muito consumido.

proteína em pó com uma colher completa de proteína em pó

As proteínas em pó são perigosas?

Se os atletas optam por consumir proteína em pó é com a intenção de construir massa muscular.

Esta escolha pode ter consequências para o consumidor. Embora seja difícil de imaginar, a proteína em pó tem perigos para o organismo.

Cardiopatia

O consumo contínuo de proteína em pó pode levar a altos níveis de substâncias no organismo, tais como :

  • Gordo.
  • Colesterol.

Com estes elementos no corpo em grandes quantidades, o coração pode tornar-se disfuncional, por vezes a sério.

Doença renal

Os rins são o órgão responsável pela regulação dos níveis de açúcar no sangue. Com uma alta ingestão de proteínas em pó, como as feitas de leite, os rins ficam incapacitados.

Quanto maior a quantidade de açúcar, mais os rins ficam fatigados, resultando em doenças renais. Especificamente, pode haver um desequilíbrio ácido-base que pode levar à fadiga e à redução do desempenho.

Problemas de fígado

O fígado é responsável pela eliminação de reservas de proteínas nocivas no organismo com as suas enzimas. Este órgão é danificado quando o conteúdo proteico do sangue excede um nível razoável. O consumo de proteínas em pó pode danificar o fígado.

Ganho de peso

Embora o objetivo seja perder peso, o perigo do consumo contínuo de proteína em pó é que ela promove aumento do peso. As reservas de proteínas não eliminadas pelo fígado acumulam-se e são armazenadas como gordura.

Diarreia

Os produtos lácteos, como alguns cereais, são por natureza ricos em glicose (açúcar). A overdose de açúcar é infelizmente favorável para a diarréia. A nossa equipa aconselha-o aalternar com pós de proteínas vegetais para limitar este perigo.

Obstipação

O consumo contínuo de proteína em pó limita a ingestão de carboidratos (fibra). Isto pode ser uma fonte de obstipação.

Mau hálito

A ingestão de uma grande quantidade de proteína em pó faz com que o organismo metabolize muita proteína (cetose). Isto pode levar a um cheiro desagradável se não forem tomadas precauções. Podes ter mau hálito depois dos treinos.

O consumo excessivo de proteína em pó também pode levar a outros efeitos secundários, tais como desconforto.

Por exemplo, o consumo excessivo de proteínas em pó pode levar a flatulência. Ou seja, dificuldades digestivas que podem danificar ainda mais o corpo.

Para aqueles que são intolerantes à lactose, eles estão expostos a excruciantes cãibras abdominais.

copo cheia de proteína em pó

Evitar os perigos do consumo de proteínas em pó

Como mencionado acima, a maioria das pessoas que consomem proteína tem o objetivo de construir músculo. Existem técnicas simples para construir melhor os seus músculos. Aqui estão algumas das técnicas que funcionam melhor.

Escolha um desporto adequado

Existem desportos eficazes para fortalecer os músculos. Exemplos são os exercícios de remo e os exercícios de cinta TRX. Estas actividades desportivas são simples, mas muito benéficas.

Se você gostaria de saber mais sobre estas duas categorias de exercícios, por favor visite as outras páginas deste site.

Comendo alimentos de origem vegetal

Esta dica é bem adequada para pessoas que já consomem proteína em pó. O produtos de origem vegetal têm a virtude de corrigir muitos dos desconfortos criados ao corpo. Não te esqueças de beber muita água.

Consulte o seu nutricionista

Seu dietista está em melhor posição para aconselhá-lo sobre as suas necessidades nutricionais. Antes de adicionar proteínas em pó à sua dieta, a nossa equipa recomenda que procure aconselhamento profissional.

Quais são as alternativas à proteína em pó?

Dados os riscos associados ao consumo de proteína em pó, muitos decidem encontrar alternativas. Se este for o caso, você pode recorrer a fontes de proteína fresca, seja animal ou vegetal.

Proteínas animais

As principais fontes de proteína animal são carne, peixe, ovos e leite. Eles são uma alternativa válida à proteína em pó. Eles são fontes naturais de proteína e são acessíveis. Para obter os efeitos que deseja, deve incluí-los em todas as suas refeições.

Para o pequeno-almoço, aconselhamos a substituir a proteína em pó por leite, ovos ou iogurte. Ao almoço, não hesite em optar por uma boa fatia de carne, bem cozinhada.

Proteínas vegetais

As proteínas vegetais são encontradas em uma variedade de alimentos:

  • Sementes (sésamo, girassol, papoila, amêndoas).
  • Tofu.
  • Cereais (trigo, arroz, milho).
  • Sementes de Chia.
  • Quinoa.
  • Chickpeas.
  • Cogumelos.

O consumo de proteína animal ou vegetal, para alcançar os mesmos níveis de resultados que a proteína em pó, deve ser significativo.

Portanto, ovos, carne, cereais, etc., teriam que ser consumidos em abundância para se obter resultados equivalentes à proteína em pó.

Source: https://muscleambition.fr/proteine-poudre-dangers/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.